Coloque a sua leitura em dia

Você tem uma lista de leitura muito longa e não sabe fazer um fichamento? Calma, podemos ajudar! Fazer um fichamento que seja prático e explique os temas centrais de um material de maneira prática é ideal para arrasar nos estudos.

Nos cursos a distância, é normal que seja exigida muita leitura. Para absorver os textos, livros e outros materiais lidos é importante focar na organização e separar um tempinho para ir anotando o que o conteúdo ensina.

Uma das melhores maneiras de fazer isso é apostando no fichamento: as fichas são folhas soltas que devem ser numeradas e em cada uma deve ser colocado o nome da matéria e o título do assunto, somente um por ficha, para facilitar a organização.

A ideia é fazer como se fosse uma propaganda: colocar poucas informações (as mais relevantes para lembrar o conteúdo) e de forma visual, ou seja, organizá-las no papel de forma lógica.

A fonte teórica pode ser anotada no canto da ficha, a lápis, para que o candidato possa voltar a ela caso sinta dificuldade no momento da revisão. Exceções, questões mais difíceis ou específicas também devem ser anotadas nas fichas.

No futuro, será somente esse o material usado pelo estudante. A ficha deve conter um espaço para inclusões posteriores. Deve-se usar cores, mas não muitas. É interessante usar sempre os mesmos códigos (vermelho para alertas, proibições, exceções).

É preciso cuidado para não poluir o papel, porque tudo o que estiver ali será entendido pelo cérebro como informação relevante. O fichamento funciona muito bem para gravar as informações, por isso é tão utilizado. Saiba como fazer:

➡️Antes de ler: identifique sobre o que trata o material e porque sua leitura é importante. Escolha um lugar silencioso, bem iluminado e comece a praticar;

➡️Durante: leia partes confusas em voz alta, busque ajuda em um dicionário caso necessário, reflita sobre o que leu. No início pode ser um pouco difícil saber o que colocar nas fichas e como ordenar as informações.

Com o passar do tempo, o candidato vai ganhando experiência e percebe como o recurso é útil. O fato de elaborar as fichas já é de grande utilidade para a fixação e organização do conhecimento.

➡️Depois: mãos à obra! Escreva todas as ideias sobre o material, o que você aprendeu e tente relacioná-lo de alguma maneira com alguma situação da vida real.

Mais rápidas de fazer do que um resumo, as fichas permitem organizar e hierarquizar as informações. Elas são mais efetivas porque o cérebro não vê um “bloco de palavras”, mas informações ordenadas e com realce, que ajudam a buscar o conhecimento que está na memória.

Com isso, o trabalho de revisão torna-se mais dinâmico e interessante, favorecendo uma melhor concentração.

Dessa forma, sua leitura se torna mais eficaz. Siga a nossa página para mais dicas de estudo!

agencia